Social selling

Com o uso cada dia maior das redes sociais, as pessoas veem cada vez mais áreas de suas vidas sendo inseridas nelas, inclusive na hora de comprar. E é aí que entra o social selling.

Você já se interessou por um produto ou serviço que te chamou a atenção enquanto estava rodando suas redes sociais e com isso foi atrás da página de uma empresa ou até mesmo teve contato com um vendedor? Se sim, você já viveu uma situação de social selling.

Esse termo se trata justamente da atitude de vender através das redes sociais. Ou seja, da capacidade dos vendedores de construir um relacionamento com o cliente e gerar confiança ao negócio.

Ficou interessado no assunto? Continue acompanhando o conteúdo e entenda um pouco mais sobre essa prática!

O que é o social selling?

O social selling se trata basicamente da prática dos vendedores de buscarem potenciais clientes do negócio através das redes sociais e por esse meio estabelecerem um relacionamento com os mesmos, gerando confiança ao negócio. 

E, como sabemos, a cada dia que passa o comportamento dos consumidores muda e até mesmo antes de procurar uma loja física, procuram o que estão interessados na internet ou em redes sociais.

As redes se tornaram um meio onde está fortemente inserido o desejo de comprar. Assim, elas já não são mais utilizadas apenas para entretenimento, mas também para busca de produtos ou até mesmo negócios.

Com isso, se torna uma necessidade das empresas se adaptarem a esses novos tempos e saberem encontrar seus clientes ideais e se relacionar com eles por meio das redes.

Essa forma de vendas acaba trazendo benefícios para as empresas de forma que é possível ter um contato com o cliente que faça mais sentido.

Imagine só: é mais interessante que um vendedor te aborde por mensagem ou até mesmo um e-mail tendo noção de qual é a sua necessidade, ou receber uma ligação aleatória de alguém oferecendo um produto que muitas vezes você não tem nenhum interesse?

Então, é aí que percebemos que os métodos que eram usados anteriormente estão ficando ultrapassados, e os novos surgem a fim de proporcionar uma melhor e mais direcionada abordagem ao cliente.

Ou seja, com um social selling bem estruturado, é possível que os vendedores encontrem com mais facilidade as pessoas interessadas em suas soluções.

Isso faz com que potenciais clientes do negócio sejam atingidos e com isso se construa uma relação com eles. Sendo essa relação construída proporcionando a melhor experiência ao cliente, é muito provável que ela seja também mantida, o que abre portas para possíveis novas vendas.

Os 4 pilares do social selling

Uma rede social que tem a presença e o foco de diversas empresas é o LinkedIn. Ele é, entre as redes sociais, uma das que ganha destaque quando o assunto é social selling.

Com isso, ele próprio estabeleceu 4 pilares para o social selling, apontando pontos importantes para que sua marca marque presença e se destaque nas vendas inseridas nesse meio.

Criar uma marca profissional

Uma coisa é fato: no mercado temos grandes marcas com nomes vastamente conhecidos, e algumas outras que nunca nem ouvimos falar.

Então vem o questionamento: no momento de realizar uma compra, é priorizado aquele negócio que já tem um nome construído, ou aquele de que pouco se sabe e não está consolidado no mercado?

Na grande maioria das vezes, é o com o nome conhecido que sai na frente.

Por isso é importante que sua marca seja bem estabelecida, de forma que esteja firme no seu propósito e assim cresça no mercado.

Dessa forma, naturalmente mais pessoas a conhecerão e terão mais confiança na mesma.

E, nesse contexto, ter a confiança do mercado é essencial para as empresas, pois isso é passado de cliente a cliente. Com a disseminação de uma imagem positiva, mais clientes são conquistados e mais vendas realizadas.

Focar nos clientes

Não é difícil entender que para o social selling, o objetivo final é atingir o cliente.

E, com um cliente atingido, é necessário fazer contato com ele para que seja gerado um possível relacionamento.

Em meio à realidade das redes sociais, fica muito mais fácil estabelecer esse contato próximo e relação do que como era feito anteriormente.

Dessa forma, é necessário que as empresas se mostrem presentes nas interações em redes sociais para explicitar essa presença para seus possíveis clientes.

Nesse aspecto, é importante que elas exponham seus produtos e serviços e mostrem como eles podem auxiliar. É necessário que os vendedores entendam quem são os clientes com quem estão tratando para que essa exposição possa ser feita de forma assertiva e que a solução buscada por esse cliente pode ser alcançada através dos serviços da empresa.

Ter engajamento

Nas redes sociais, engajamento é um fator de muita importância. Afinal, é para isso que essas redes foram criadas.

Já observou alguma vez uma empresa que divulga conteúdos que chamam a atenção, interagem com pessoas e outras empresas e abrem espaço para um contato mais próximo com o cliente? Isso faz com que seja passada uma imagem positiva do negócio, pois aproxima o cliente da empresa.

Nesses momentos de interação e engajamento é necessário que sejam expostas as soluções oferecidas pela empresa. A chave aqui é saber encaixá-las nesses momentos.

É essencial que sejam identificadas as melhores oportunidades para se conectar com os clientes a fim de que possa haver um contato que tenha maiores chances de evolua para um possível relacionamento ou até mesmo uma compra.

No final das contas, é a partir de um bom engajamento nas redes sociais que a empresa uma hora alcançará um potencial cliente.

Construir relacionamentos de confiança

Como já dito, o relacionamento com o cliente é o foco principal do social selling.

Isso porque ao construir esse relacionamento, o potencial de venda da empresa aumenta, já que esse cliente cria uma confiança no seu trabalho.

E a vantagem vai além de conquistar esse cliente. Pense só: quando estamos satisfeitos como clientes, estendemos essa satisfação indicando a empresa para outras pessoas.

Isso faz com que mais clientes conheçam sua atuação e se interessem pelo seu trabalho. Ou seja, quanto mais clientes conquistados, mais oportunidades de novos clientes para conquistar.

Para criar esse relacionamento, é importante que as empresas ouçam e entendam o que o cliente tem a dizer e quais suas dores e necessidades. Após ter se conectado com o cliente e construído uma base, é a hora de apresentar sua solução e assim, possivelmente fechar uma venda.

Com clientes conquistados e relacionamentos firmados, a imagem da empresa tende a ser fortalecida e suas atividades difundidas.

Os benefícios de investir no social selling

Cada vez mais os consumidores se relacionam com as marcas que se mostram presentes em suas redes.

É aí que se faz importante a prática do social selling. Se a empresa investe e se dedica às redes sociais, é possível impactar seus clientes ou até mesmo futuros clientes, gerando diversas oportunidades.

Com um relacionamento consolidado, as chances de venda são muito mais altas do que com marcas com as quais não estabeleceram algum tipo de vínculo.

Além disso, é importante ressaltar que o cliente, ao ter um bom relacionamento com uma marca e uma boa experiência em uma compra, tende a se tornar reincidente. Essa reincidência acaba sendo de extrema importância, pois é muito mais fácil de ser atingida que um novo cliente.

Além desses relacionamentos consolidados, ao se lançar nas redes sociais as empresas abrem portas para a chegada de outros clientes que não sabiam da sua atuação e permitem a construção de novos relacionamentos.

O social selling tem impactos diretos em alguns aspectos do processo de venda, como velocidade e custo.

É inegável que essa confiança do cliente na empresa faz com que as vendas ocorram de forma muito mais rápida, já que não é necessário que o cliente seja convencido da qualidade do serviço.

Consequentemente, com um processo mais rápido, poderão ser realizadas mais vendas em um mesmo período de tempo, além de ser um processo mais direto e objetivo. Com isso, o dinheiro investido nesse tempo é melhor aproveitado.

Conclusão

Vimos que o social selling é uma realidade cada vez mais presente, tanto para os consumidores quanto para as empresas.

Dessa forma, é essencial que elas se adaptem a isso e saibam a melhor forma de marcar presença nas redes sociais e se relacionar com seus clientes.

Com essa consciência da melhor forma de agir, é possível que se entenda melhor quais são as necessidades e prioridades dos clientes. Assim, pode-se desenvolver um relacionamento específico com cada um, otimizando a experiência do cliente.

Você sabia que a Dinâmica oferece um serviço de Experiência do Cliente? Nele, o foco principal é atingir a satisfação do cliente, estruturando técnicas de atendimento e relacionamento, colaborando com a fidelização do cliente. 

Preparado para ter um bom relacionamento com seus clientes e alavancar suas vendas? Venha estruturar isso conosco! Entre em contato para podermos realizar isso juntos!

Entenda sobre esse e mais diversos outros assuntos em nossa página de blogs!

Por: Caroline Costa