Imagem ilustrativa para o conteúdo de relatórios financeiros

Uma boa gestão empresarial se baseia na análise de informações provenientes das variáveis essenciais de uma organização. É fato que dinheiro e tempo são dois recursos que possuem um peso enorme em momentos decisórios dos cargos estratégicos. Porém, em situações extremas, é o bolso que grita mais alto. Sendo assim, é de extrema importância ter acesso rápido e fácil às informações financeiras de uma organização. Nesse cenário, os relatórios financeiros fazem grande diferença! 

O que são Relatórios Financeiros?

Relatórios financeiros são, de forma resumida, compilados de dados relacionados com as movimentações financeiras de uma empresa em determinado período. Dessa forma, eles têm como objetivo central o fornecimento de informações para tomada de decisão de uma organização, além de controlar a saúde financeira da mesma e auxiliar no direcionamento de investimentos.  

Para que um relatório financeiro seja funcional e considerado como um indicador confiável da saúde da empresa, é fundamental que as informações presentes nele sejam claras e precisas. Para isso, os dados que o alimentam devem ser verídicos, coletados de maneira padronizada e com um percentual de erro próximo ao nulo.  

Os tipos de Relatórios Financeiros 

Existem diversos tipos de relatórios financeiros. Os mais comuns são: o fluxo de caixa, DRE, contas a pagar e a receber e o balanço patrimonial. 

  • O relatório de fluxo de caixa apresenta uma relação das entradas e saídas do caixa da empresa em um período entre um dia e 2 meses. Com isso, se for alimentado diariamente, permite análises rápidas para traçar estratégias que mantenham as entradas maiores que as saídas, evitando prejuízos. Portanto, é um relatório simples e comum na maioria das empresas.

imagem ilustrativa de uma pessoa soldando e escrito a chamada da ferramenta fluxo de caixa

  • O demonstrativo de resultado de exercício, ou DRE, é mais completo que o fluxo de caixa. Nele é registrado o resultado de um período maior e mais específico, como um mês ou um semestre. Além disso, sua estrutura é composta pelos indicadores da empresa e se baseia em normas contábeis, já que em alguns regimes, este relatório é uma exigência.

 

  • O relatório com as contas a pagar e a receber é importante para o planejamento a longo prazo. Nele são registradas todas as futuras saídas e entradas. Assim, é possível prever cenários mais complicados e reverter a situação, traçando estratégias para diminuir os gastos, aumentar a receita e saber quando é melhor realizar algum investimento.

 

  • balanço patrimonial é um relatório bem mais detalhado. Normalmente é desenvolvido juntamente com um contador por exigir algumas questões mais técnicas da contabilidade. Portanto, nele são registradas todas as movimentações financeiras de uma empresa levando em consideração seus ativos, passivos e patrimônio líquido.

 

Existem outros tipos de relatórios financeiros mas para uma gestão eficiente, é ideal analisar sua empresa e quais objetivos ela quer alcançar. Com base nisso, é possível escolher os relatórios mais adequados.

Como fazer um Relatório Financeiro efetivo?

Independentemente do tipo de relatório financeiro escolhido, algumas questões devem ser levadas em consideração durante o desenvolvimento e estruturação dos mesmos. 

Logo, um relatório bem estruturado requer informações de diversos setores. Então, é importante que essas informações estejam padronizadas e centralizadas. Assim, fica fácil cruzar dados e obter análises de forma ágil. 

Outro fator importante é a simplicidade do relatório. O objetivo de ter as informações resumidas é justamente conseguir visualizá-las de forma prática. Dessa forma, quanto mais simples for o relatório, mais acessível ele se torna para os funcionários. Assim, a probabilidade de adesão do controle dos indicadores é mais alta. 

Um último ponto importante é o foco em evitar informações erradas. Um dado coletado de forma errônea prejudica a análise de um relatório e até influencia decisões fora do cenário real. Por essa razão, é importante investir no gerenciamento das coletas de dados e garantir que as informações que serão disponibilizadas estão corretas. 

Por fim, é possível perceber que uma gestão financeira de qualidade requer uma boa base de informações para guiar a estratégia de uma organização. Portanto, é essencial investir no gerenciamento de relatórios financeiros para planejar o futuro da sua empresa. 

Então, quer saber mais sobre? A Dinâmica Consultoria pode te ajudar nessa! Confira nossos serviços de Finanças e entre em contato conosco para agendarmos uma reunião de diagnóstico gratuito. 

Por: Amanda Lagos