Você sente que não sabe a real situação financeira da sua empresa? Ou, que não está satisfeito com o dinheiro que resta após pagar todas as despesas? Esses podem ser alguns indícios da falta de um planejamento financeiro eficaz para sua empresa.

Mas afinal o que é e qual a importância do planejamento financeiro?

Para os especialistas em administração financeira, Groppelli e Nikbakht (2005), o planejamento financeiro deve ser realizado para que se saiba o quanto de financiamento será necessário para que as operações de um empreendimento ocorram ao longo de um determinado período.  Será a partir do planejamento financeiro que serão criados planos de ações, sendo este um forte pilar da Gestão Financeira.

Para entender melhor, imagine que você pense que está com febre e que para verificar utilize um termômetro. Neste caso, a sua temperatura corporal será um indicador para o seu estado de saúde. Além disso, você sabe que a febre será confirmada se o termômetro indicar um valor superior a 36,5°. Portanto, esta medida será o limite máximo que a sua temperatura poderá atingir.

Assim, com a medição realizada, você poderá tomar a decisão que acredite ser necessária (ir ao hospital, tomar algum medicamento ou consultar seu médico).

Agora, imagine o que pode acontecer caso você não realize a medição ou utilize um termômetro danificado. Além de não ter uma noção real você sobre a sua saúde, não terá embasamento para tomar uma decisão coerente.

O mesmo ocorre na sua empresa: agindo como o termômetro do seu empreendimento, o planejamento financeiro deve ser a ferramenta administrativa que fará previsão de despesas, estabelecerá limites de gastos e apresentará o atual patamar financeiro. Dessa forma, você terá uma base para orientar as suas escolhas em qualquer cenário.

Como realizar um bom planejamento financeiro

Para auxiliar a sua empresa, criamos esse passo a passo para ilustrar como um planejamento financeiro ideal pode ser realizado.

planejamento financeiro passo a passo planejamento financeiro passo a passo

planejamento financeiro passo a passo

(Para ter acesso a imagem do passo a passo completo, clique aqui)

Uma das dicas que funciona muito bem no planejamento financeiro da Dinâmica é dividir a empresa em centros de custo. Além de nos ajudar na sustentabilidade financeira, esta separação facilita a visibilidade das finanças e o monitoramento dos gastos.

Mas você sabe o que é centro de custo?

Centro de custo

Centro de custo é uma separação da empresa em setores que possuem diferentes atividades, responsabilidades e gastos. Para isso, o empreendimento pode ser dividido em diversas esferas como unidades fabris, diretorias, projetos e entre outros – o essencial é escolher o que faz sentido para a sua empresa.

Assim, a partir do planejamento financeiro, é possível programar uma quantia esperada de despesas por centro de custo a partir de relatórios dos anos anteriores e, ao decorrer do tempo, comparar com os gastos realizados.

Além disso, há a nomeação de responsáveis para cada setor, sendo este um dos principais benefícios da partição da empresa. Dessa forma, caso os centros estejam desembolsando acima do calculado, são estes encarregados que deverão justificar essa desconformidade.

Outro ponto de alinhamento entre o centro de custo e o planejamento financeiro é a criação de prioridades de gastos. Este ranqueamento serve para fundamentar a tomada de decisão em tempos de crise ou corte de gastos, fazendo com que o consumo seja com fatores importantes para o funcionamento da empresa.

Portanto, a nossa sugestão é que esses critérios não sejam elaborados somente pelo responsável do setor. Neste caso, é necessário encontrar alguém que possua uma visão analítica de todo o empreendimento. Dessa forma, não há o risco da maioria dos gastos serem categorizadas como essencial, por exemplo.

Imagem explicativa sobre o centro de custo

(Para baixar a imagem, clique aqui)

Conclusão

O planejamento financeiro é prescindível para uma boa gestão financeira, sendo o principal alicerce para tomada de decisão. Logo, sem esta ferramenta a empresa estará dando um “tiro no escuro”, acarretando no aumento das despesas e na diminuição do lucro.

Para tanto, a realização deve ser feita por profissionais que entendem da atuação da empresa e que saibam potencializar resultados. Nós da Dinâmica Consultoria já ajudamos um cliente a aumentar seu faturamento em, aproximadamente, 73% ao reestruturar a sua gestão financeira, contribuindo para a superação de um cenário negativo.

Para saber como podemos ajudar você, solicite agora diagnóstico gratuito com a nossa equipe!

Por: Bárbara Martins