(18) 99781-7677 contato@dinamicaej.com.br UEM - Maringá/PR

MEI: Como organizar sua microempresa

MEI e empreendedorismo

O empreendedorismo vem crescendo e ganhando um espaço cada vez mais significativo na participação do mercado brasileiro. A situação crítica que estamos enfrentando atualmente tem contribuído diretamente para esse crescimento.

Com todos os acontecimentos e dificuldades, as pessoas sentiram a necessidade de se reinventarem. Dessa forma, as MEIs (Microempreendedores Individuais) aumentaram energeticamente. Só no último ano, surgiram mais de 1,8 milhões de novos MEIs!

E agora você deve estar se perguntando: “Será que esse não é um momento arriscado para ter essa iniciativa?”. Bom, é preciso, de fato, ter coragem para sair da zona de conforto e dar início a algo novo.

Mas a verdade é que é preciso entender o momento, e, sim, o cenário atual está propício à inovação. E, é claro, com um bom planejamento e uma boa estrutura e organização, as chances de dar certo são certeiras.

Então, se você tem interesse em dar o primeiro passo, continue acompanhando o post pois trago aqui algumas dicas para te auxiliar nesse processo!

Mas afinal, o que é MEI?

Como dito anteriormente, MEI consiste na sigla para “Microempreendedor Individual” e veio com a intenção de formalizar o próprio negócio. Basicamente, é uma maneira simplificada para regularizar o trabalho por conta própria.

Para ser considerada MEI, existem algumas regras:

  • Seu faturamento anual deve ser, de no máximo R$81.000,00 anual, e R$6.750,00 mensal;
  • Deve possuir, no máximo um funcionário. Esse deve ganhar até um salário mínimo ou o piso salarial de sua categoria;
  • Não deve ter participação em outra empresa, seja como sócio ou titular.

Além disso, para se classificar como MEI, a atividade que você exerce deve se encaixar nas exigências do governo. Assim, se estiver inserida nesses requisitos, é necessário realizar um cadastro no Portal do Empreendedor com seus dados.

Outras funcionalidades do MEI é a possibilidade de obter um CNPJ, o que facilita abertura de conta bancária, pedidos de empréstimos e, também, facilita a emissão de notas fiscais. Ainda, essas perspectivas aumentam a credibilidade da sua microempresa.

Também, vale citar que a residência pode ser cadastrada como local do estabelecimento, fazendo com que o proprietário possa economizar o valor do aluguel, por exemplo.

Sendo assim, ter seu negócio classificado como MEI traz inúmeras vantagens, e por isso, tem sido a solução para quem quer atuar de maneira autônoma.

E como empreender sendo MEI?

Agora que você já sabe exatamente o que é MEI, abordaremos um pouco sobre como empreender de fato. Mas, antes de dar início a isso, eu te pergunto: O que é empreendedorismo para você?

Genericamente, empreender consiste em identificar um problema e transformá-lo em uma oportunidade. E, através de uma boa implementação, transformá-la em uma solução inovadora.

Essas oportunidades, quando colocadas em práticas, geram mudanças que causam um impacto positivo à sociedade.

Entretanto, para que isso seja alcançado, é necessário que o empreendedor apresente algumas características. Por exemplo, esse perfil de pessoa parte para a ação, ou seja, sai da sua zona de conforto e realmente coloca a mão na massa.

Sendo assim, a criatividade deve sempre estar presente nas ideias e pensamentos desse indivíduo. Também, deve-se saber que mudanças são necessárias, mas se lembrar de sempre se manter otimista!

É preciso se arriscar, e para isso, é preciso ter coragem. Desse modo, seja persiste e resiliente!

Dessa maneira, para garantir seu sucesso como empreendedor, é necessário pensar, primeiramente, no seu projeto e fazer com que o mesmo seja de qualidade. Em seguida, traçar seu planejamento e, principalmente, estruturar o plano financeiro.

Vale lembrar que para ser um bom empreendedor, você deve ser um bom administrador para conseguir gerir todas as ideias novas.

Fique tranquilo pois traremos algumas dicas de como colocar isso prática e fazer dar certo.

Dicas para organizar a MEI

Finalmente chegou hora de dar vida ao seu empreendimento. Aqui vão algumas dicas para facilitar esse processo:

Defina uma atividade

Escolha qual o segmento que sua MEI vai seguir, ou seja, em qual área de atuação ela está inserida. Nessa etapa inicial, é válido atentar-se ao momento e entender o que pode ser uma boa oportunidade. Assim, é possível saber se isso trará retorno ou não.

Analise a Viabilidade

Para que o empreendimento tenha sucesso, é preciso que o produto ou serviço que está sendo oferecido tenha procura. Sendo assim, é fundamental, antes de implementar a ideia, procurar saber se os possíveis consumidores estão de fato necessitando dela.

Ofereça um diferencial

Como citado anteriormente, o número de MEIs vem se expandindo muito. Consequentemente, a concorrência também se eleva, mas isso não é muita novidade, não é mesmo?

O mercado está cada vez mais concorrido, e por isso, independente do ramo de atuação do seu empreendimento, é necessário oferecer um diferencial.

Dessa forma, pense em estratégias que chamarão a atenção do consumidor para, assim, conseguir convertê-lo em cliente. Ou seja, se destaque em relação à concorrência para que os mesmos se motivem a adquirir o que você oferece.

Converse com alguém do ramo

É muito importante obter essa troca de informações e experiências. Assim, é possível saber com antecedência quais são as ações que devem ser evitadas e quais têm mais chances de trazerem resultados positivos.

Desse modo, entre em contato com alguém da sua área de atuação e absorva o que a pessoa tem a falar. Com certeza, será muito agregador escutar e enxergar pela visão de quem já tem experiência.

Faça um bom planejamento

Ter um planejamento bem estruturado é a peça-chave para o bom andamento do seu empreendimento. Qualquer inovação que seja feita necessita de ser bem pensada antes de ser colocada em prática.

Seja para criar um novo negócio ou para simplesmente implantar melhorias e expandir um já existente, o planejamento se faz essencial.

Desse modo, através de um planejamento de qualidade, é possível entender o que seu empreendimento oferecerá. Também, o modo como esse produto ou serviço será apresentado. E, principalmente, para quem esses produtos serão direcionados, ou seja, quem será seu público.

Por isso, você não pode deixar que a falta de planejamento seja um obstáculo no seu processo de abertura da MEI. Nós da Dinâmica Consultoria oferecemos um serviço de plano de negócios que pode te ajudar, e muito, a seguir o caminho ideal durante essa trajetória.

Com a implementação de um plano de negócios, é possível ficar ciente dos pontos fortes e fracos da sua nova ideia. Também, é possível obter análises das oportunidades de crescimento, além de mostrar as ameaças do mercado.

Nosso serviço divide-se em duas frentes: Plano Operacional e Plano Financeiro.

Plano Operacional

Tem a finalidade de estruturar os processos do empreendimento e padronizá-los. Assim, essa frente tem o objetivo de potencializar as tarefas que serão realizadas, aumentando a produtividade e reduzindo os desperdícios.

Desse modo, os objetivos da microempresa são estabelecidos, podendo definir as metas, o que facilita as tomadas de decisão.

Plano Financeiro

Já o Plano Financeiro, como o próprio nome já diz, possui a função de estruturar o setor financeiro da empresa. A partir dele, é possível controlar todas as entradas e saídas, fazer uma gestão de estoque, fluxo de caixa, e, também, obter uma análise de crescimento para seu empreendimento.

Portanto, para conseguir obter um melhor aproveitamento do valor investido no seu MEI, não deixe de checar nosso serviço aqui!

Além disso, confira nosso e-book gratuito sobre Plano de Negócios, onde explicamos detalhadamente cada passo pertinente que você precisa saber. Eu tenho certeza que após essa leitura, as coisas estarão mais claras e você estará melhor preparado para dar o primeiro passo!

 


Plano de Marketing

Após planejar o seu negócio, você precisará divulgá-lo. Para isso, ele é indicado para atrair clientes e promover o seu produto ou serviço. Sendo assim, podem ser traçadas diversas estratégias para aumentar o seu alcance de vendas.

Além disso, com a criação de uma identidade visual e presença nas mídias sociais você poderá estruturar um Plano de Marketing assertivo para alavancar seus resultados.

Quais são as obrigações de um MEI?

Certo, já falamos sobre empreender, demos algumas dicas, mas quais as obrigações que o Microempreendedor Individual possui? Para abrir sua microempresa individual e poder colocá-la para funcionar, é preciso estar coerente com algumas regularizações.

Um dos compromissos do MEI é preencher o Relatório Mensal das Receitas, o qual documenta tudo que foi vendido durante o mês em questão.

Também, o MEI deve realizar a Declaração Anual de Faturamento, constando o que foi vendido durante o ano em questão.

Além disso, é obrigação efetivar o pagamento do DAS (Documento de Arrecadação Simplificada), o qual consiste em todos os impostos que devem ser pagos. Você pode conferir valores e entender mais sobre aqui!

Está lembrado das notas fiscais que comentei no início do post? É preciso emiti-las quando o cliente não for pessoa física. Por isso a importância de abrir o CNPJ, contribuindo também, para o aumento de credibilidade do seu empreendimento.

Vantagens da MEI

Agora chegou na parte boa, não é? Uma vez que você já registrou e formalizou sua microempresa corretamente, é possível obter vários benefícios.

Mesmo que precise de emissão de nota fiscal, seu empreendimento fica isento de alguns impostos federais. Os únicos que continuam sendo obrigatórios são INSS, ISS e ICMS.

Além disso, os MEIs possuem, de forma geral, simplificação tributária, ou seja, menos declarações a serem feitas (menos burocracia). Bem como custos fixos menores, por exemplo, contas bancárias com taxas mais baixas.

E ainda não acabou por aqui. Sendo registrado como MEI, você ainda conta com alguns benefícios previdenciários, como por exemplo:

  • Salário materninade;
  • Auxílio-reclusão;
  • Aposentadoria por invalidez e por idade;
  • Auxílio-doença.

Vale ressaltar que cada um desses auxílios possui tempos de contribuição diferentes. Então, não deixe de checá-los aqui para entender o de cada um, e conhecer mais outros benefícios também!

Conclusão

Vimos que o empreendedorismo no Brasil tem crescido muito. Isso porque o setor de serviços possibilita uma capacidade alta de surgimento de negócios próprios.

Assim, há quem diga que a autogestão será o emprego do futuro. Hoje, empreender acabou se tornando uma saída e uma solução. E, para isso, é necessário estar ciente de que terão épocas confortáveis e momentos em que terão um pouco mais de complicações.

Desse modo, lembre-se que é muito importante traçar um bom planejamento para, assim, obter sucesso. Em um mercado onde micro e pequenas empresas representam 99,1% dos negócios registrados no Brasil, e quase 8 milhões são MEIs, é necessário ter uma boa estrutura para se destacar.

Então, se você deseja ter uma melhor organização da sua empresa, de modo a padronizar seus processos, ter um controle do fluxo de caixa, além de fazer um controle de gestão de estoque, entendendo suas demandas, não deixe de checar nosso serviço de Plano de Negócios aqui!

Além disso, não se esqueça de baixar nosso e-book gratuito com todos os detalhes imperdíveis sobre Plano de Negócios clicando aqui!

Venha organizar suas ideias e empreender conosco! Fale com um especialista e comece a tirar suas ideias do papel!

Por: Fernanda Garcia

2 / 97

Deixe uma resposta

Required fields are marked