imagem ilustrativa do conteúdo de design sprint 2.0

Certamente você já deve ter ouvido falar do Design Sprint, certo?

Aquela famosa metodologia criada pela Google Ventures para solucionar desafios e testá-los de uma maneira muito ágil e rápida em apenas 5 dias, e o melhor ainda, sem despender de muito dinheiro!  

Se você ainda não ouviu falar, não se preocupe, temos um conteúdo no nosso blog para te ajudar. É só clicar nesse link para conhecer como funciona as cinco etapas do design sprint tradicional.

Mas afinal, para que o Design Sprint 2.0? 

Antes de mais nada é importante sabermos o porquê de ter surgido o Design Sprint 2.0A metodologia tradicional é muito mais voltada para startups, porém, grandes empresas começaram a adotar o DS para resolver desafios internos. 

Entretanto, sabemos que o dia a dia de startups é diferente do dia a dia de uma empresa já consolidada. Dessa forma, acaba sendo difícil reservar 5 dias na agenda da equipe para se dedicarem totalmente ao Sprint, e também garantir a presença de todos durante as atividades. 

Por isso, uma agência alemã chamada AJ&Smart que utiliza a metodologia há algum tempo, conseguiu refinar o Design Sprint. Portanto o intuito é que possa ser usado também em grandes organizações que não possuem tempo para dedicar uma semana inteira ao DS. 

A Dinius, agência especializada em Design Sprint, possui um canal no Youtube que conta um pouco sobre o mundo do Design. Nele é possível encontrar um vídeo com a Bruna Silva, designer de produtos da AJ&Smart.

Quais são as mudanças em relação a metodologia tradicional? 

A grande diferença entre as duas metodologias é que a versão 2.0 acontece em apenas 4 dias, os três primeiros dias foram condensados em dois, ou seja, as etapas de mapear e fazer esboços acontecem na segunda-feira e as etapas de decidir e fazer o storyboard acontecem na terça-feira. 

Além disso, toda a equipe não precisa estar presente todos os momentos, será necessário a presença de todos somente nos dois primeiros dias, por conta de serem dias mais decisivos. Para os dois dias seguintes, de prototipação e teste, só é necessário a presença dos designers do protótipo.

Assim ficou mais fácil ainda de resolver grandes desafios em poucos dias né? Agora vamos ver como funciona cada etapa do Design Sprint 2.0 

Segunda -Feira 

O primeiro dia do Sprint vai ser focado em alinhar com a equipe qual será o principal desafio e qual será o objetivo a ser alcançado, tudo isso feito por meio das entrevistas com os especialistas, com as perguntas “como poderíamos” e com o mapa do problema. 

Além disso, no período da tarde serão feitos os esboços das soluções de cada integrante, os quais eram feitos na terça-feira. Trazendoos para a segunda-feira faz com que a equipe gaste menos tempo procurando soluções fascinantes e se concentrem nas soluções realizáveis. 

Terça-feira 

A manhã de terça feira é a hora de decidir qual ou quais esboços servirão de caminho para chegar ao protótipo do produto ou serviço. Portanto, toda essa atividade é feita por meio da exposição das apresentações dos esboços feitos na segunda. 

Após o almoço é o momento de criar o storyboard, o qual representa a jornada que o usuário fará pela solução. Nesta etapa, temos um novo exercício chamado de Fluxo do Teste de Usuárioonde todos projetam o esqueleto do storyboard e depois votam em um ou dois para serem os campeões.  

Aliás, depois da terça-feira, não é necessário que toda a equipe esteja presente nos próximos dois dias. Dessa forma, os designers serão os responsáveis por criarem e fazerem o teste do(s) protótipo(s), o restante da equipe poderá retornar as suas atividades normais. 

Quarta e Quinta-feira 

Por fim, os últimos dois dias são para colocar a mão na massa! A quarta-feira é o dia de prototipar e a quinta-feira é o dia dos testes. Esses dias não possuem grandes diferenças em relação ao Design Sprint tradicional, visto que eles estão somente adiantados, o que era feito na quinta foi para quarta, e o que era feito na sexta foi para a quinta. 

Assim, na sexta-feira não há nenhuma atividade a ser feita! 

Quando o Design Sprint 2.0 deve ser usado? 

A metodologia é indicada para realizar design de soluções, tanto de produtos quanto de serviços! E está se tornando cada vez mais acessível a todos que buscam desenvolver suas ideias ou até mesmo resolver desafios de uma grande organização. 

Ou seja, se você quiser diminuir os riscos de um projeto e despender pouco tempo e dinheiro, além de investir recursos com mais segurança, o Design Sprint 2.0 pode te ajudar a verificar se está no caminho certo! 

A Dinâmica pode te ajudar a colocar em prática o Design Sprint na sua empresa. Entre em contato conosco para saber mais! 

Por: Amábile Medeiros