Conhecer seu próprio negócio é importante. Mas, para saber como vender mais, conhecer seus concorrentes é imprescindível!

Sabe-se que muitas empresas não permanecem vivas por um longo período de mercado. Porém, o que muitos não sabem é o porquê de isso vir a acontecer. Para saber como vender mais e atender as necessidades do mercado, é preciso entender as necessidades das pessoas. E essas necessidades sofrem mudanças com o tempo, como por exemplo, inovações tecnológicas, desenvolvimento de novos produtos, busca na melhoria da qualidade e preço. Inegavelmente, isso contribui para uma competitividade ainda maior no mundo de negócios.

Certamente, se você busca entender como vender mais, criar uma vantagem competitiva e um ambiente de inovação para a sua empresa, conhecer sua concorrência, bem como suas forças e fraquezas, é de suma importância! E para isso, uma análise de concorrentes é essencial para fortalecer o seu negócio.

Sendo assim, procurando estabelecer estratégias de como vender mais e buscando uma posição de destaque no mercado, serão apresentados 4 passos estratégicos que devem ser colocados em prática. Esses passos constituem em identificar suas oportunidades e ameaças no cenário competitivo. Vão proporcionar uma maior visibilidade a respeito do mundo dos negócios e impulsionar sua empresa a fazer melhor e diferente.

Confira abaixo 4 passos estratégicos que irão te ajudar a como vender mais e liderar o mercado:

1. Conhecer e identificar seus concorrentes

O primeiro passo é conhecer quem compete diretamente com a sua empresa. Identificar seus concorrentes vai ser importante para enxergar alternativas para o seu negócio, além de ser uma forma de observar falhas nas empresas do mesmo ramo.

Conheça o perfil dos clientes do seu mercado e suas características de consumo. Saiba quanto estão pagando, o tipo de qualidade que procuram e o atendimento que desejam. Isso vai ajudar a tornar mais claro quem compete com a sua empresa.

Identifique não apenas seus concorrentes diretos, os quais oferecem o mesmo produto ou similares ao seu e buscam atingir o mesmo perfil de cliente. Saiba também quem são os concorrentes indiretos, pois estes representam uma alternativa de produto ou serviço perante ao seu negócio. Para entender melhor a diferença entre concorrentes diretos e indiretos, podemos citar O Boticário, que tem a Natura como concorrente direto e, surpreedentemente, seu maior concorrente é indireto. Já notou como as lojas das franquias Cacau Show e O Boticário são próximas? Coincidência? Não, as duas marcas concorrem por clientes na venda de presentes em datas comemorativas.

Com avanços tecnológicos, é fato que a internet faz cada vez mais parte da vida dos consumidores. Justamente por isso, mais uma dica importante é conhecer sua concorrência no mercado real e no mercado online. É possível identificar seus concorrentes com uma simples busca no Google, através de palavras-chave. Basta defini-las de acordo com o que se encaixa em sua empresa e identificar o que será mostrado sobre seus concorrentes.

2. Coletar e avaliar dados sobres seus concorrentes

O segundo passo, após identificado seus concorrentes, é coletar dados que serão úteis para você a respeito deles. É através desses dados que se verifica os pontos fortes e fracos da concorrência.

Procure levantar informações como produto (desempenho, qualidade), localização (onde, acessibilidade, posicionamento estratégico, layout que envolva a experiência do cliente), preço (valores,ofertas, formas de pagamento, financiamento, prazos), força no mercado (quantidade e qualidade das vendas, tipo de atendimento ao consumidor), marketing (tipo de divulgação feita, quais os meios, qual a frequência, qual o tipo de comunicação) e logística (capacidade de armazenamento, como é feita a distribuição).

Essas informações podem ser levantadas através de uma pesquisa de mercado e/ou pesquisa do cliente oculto (passar-se por um cliente). É importante também fazer uma análise digital e analisar o comportamento dos seus concorrentes nas mídias. Para isso, existem algumas ferramentas que podem auxiliar, como o Social Bakers (mensura e analisa dados nas mídias), Similar Web (estuda e analisa sites e plataformas), SEMRush (informações sobre palavras-chave, anúncios, tráfego e pesquisas orgânicas), entre outras.

3. Fazer uma autoavaliação

Em seguida, tendo as informações necessárias a respeito dos seus concorrentes, é o momento de fazer uma autoanálise da sua empresa e reconhecer sua situação atual. Levante todos os pontos que são diferencias de sua empresa com relação aos seus concorrentes, estes serão seus pontos fortes. Levante também todas as ações que as outras empresas praticam e a sua não, estes serão seus pontos fracos.

Uma ferramenta que pode ajudar nesse processo é a análise SWOT. Essa ferramenta oferece uma análise do ambiente interno e externo da empresa. É apresentada em 4 segmentos, sendo eles forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, que permitem uma melhor visualização e entendimento das informações. Como outra ferramenta de estudo, pode-se citar as 5 forças de Porter. Visando um bom planejamento estratégico e uma análise de concorrência, essa ferramenta tem o objetivo de auxiliar no posicionamento da empresa diante do mercado.

Diante de tudo o que for observado e ficar explícito, estabeleça os objetivos e soluções para sua empresa e o que precisa ser mudado, melhorado ou implementado.

4. Adaptar-se e implementar

Por fim, a última etapa consiste em por em prática tudo o que foi analisado e proposto de mudança. É o momento de adaptar-se ao que o mercado competitivo requisita e implementar as soluções dos problemas encontrados. É importante estar aberto a mudanças, mas reconheça os limites da sua empresa e procure por alternativas que se adéquem.

Busque por inovações e diferenciais que irão abrir espaço para o crescimento no mercado. Desenvolva um planejamento estratégico que sustente uma estrutura inovadora, que incentive e potencialize seu negócio. Isso ajudará a trazer resultados que agreguem valor a clientes e possíveis clientes.

E agora, você esta pronto para seguir esses 4 passos que irão ajudar a impulsionar seu negócio a vender mais em um cenário altamente competitivo? Não esqueça de ser sempre observador quanto ao mercado, buscar por melhorias contínuas e certificar-se de que sua empresa está adaptada a um cenário dinâmico.

Saiba mais sobre a análise de concorrentes clicando aqui.