(18) 99781-7677 contato@dinamicaej.com.br UEM - Maringá/PR

Saiba como abrir uma empresa e se garantir no mercado atual

Como abrir uma empresa: um guia para alavancar sua jornada empreendedora

Abrir uma empresa, empreender

A vontade de ter o próprio negócio se faz presente na vida de muitos brasileiros. Entretanto, muitas vezes as pessoas acabam desistindo de tornar-se empreendedores devido à complexidade do processo de abertura de um novo empreendimento.

Elaborar um planejamento, obter um registro, pensar em um nome e localização, além da burocracia, acabam desanimando boa parte desse pessoal a abrir uma empresa.

Sendo assim, já entendemos que o questionamento de “como abrir uma empresa?” é o primeiro a surgir na cabeça de quem tem esse sonho. Porém, sabemos que o mercado vem se tornando cada vez mais competitivo e desafiador.

Por isso, o próximo questionamento que deve ser recorrente é o de “como abrir uma empresa que se mantenha sustentável e competitiva no mercado”.

Desse modo, é de extrema importância ter um bom planejamento para que a empresa esteja preparada a passar por qualquer turbulência que pode vir a ocorrer.

Pensando nisso, trouxemos aqui algumas provocações e alguns esclarecimentos para facilitar esse start na abertura da sua empresa. Se você deseja tirar suas ideias do papel e colocá-las em prática, continue acompanhando esse post!

Estruturando sua empresa

A boa estruturação do seu negócio é o que garantirá longevidade. Afinal, sem uma boa estrutura, um prédio desmorona, não é mesmo? Nesse sentido, de início, é fundamental parar para pensar em todas as suas ideias e iniciar um planejamento. Assim, é possível vê-las funcionando e gerando resultados positivos.

Portanto, irei te dar algumas dicas para você ter mais segurança na hora de fazer tudo isso acontecer!

Benchmarking

Primeiramente, você com certeza possui algum profissional em quem você se espelha. Ou algum estabelecimento que você admire e sonha em ter um parecido um dia. Desse modo, não perca tempo! Baseie-se nas características desse empreendedor/empreendimento de sucesso e absorva aquilo que pode ser útil ao seu negócio!

Faça um modelo de negócios

Com o modelo de negócios é possível prototipar diferentes versões do seu negócio até que a forma ideal seja encontrada. Isso é importante pois te faz pensar “A que necessidade ou dor do cliente estou atendendo?”

Nesse sentindo, o Design Thinking diz muito sobre colocar o cliente no centro. Ou seja, construir os serviços e produtos pensando na experiência proposta. Seguindo esse raciocínio, entramos no próximo tópico para de fato validar esses questionamentos.

Analise a viabilidade

Antes de abrir o negócio, é preciso validar se a ideia da sua marca é de fato viável. Para isso, cheque o mercado em que ela está inserida para ver se já não está saturado. Além disso, fique atento se seu produto irá alcançar um número significativo de público/consumidores.

Desse modo, faça um estudo de mercado, coloque essas considerações em pauta e, aproveite para desenvolver um diferencial para sua marca. Assim, você terá ainda mais reconhecimento e sucesso!

Elaborando o Planejamento Financeiro da Empresa

Agora que você já foi apresentado a algumas dicas, é hora de falar sobre o tópico mais importante na hora de colocar suas ideias em prática: o financeiro da sua empresa.

Segundo uma pesquisa feita pelo Sebrae, 1 a cada 4 empresas fecha antes de completar 2 anos de atuação no mercado brasileiro. Umas das principais causas desses números é justamente a falta de planejamento.

Frequentemente, esses negócios não são maduros o suficiente e não apresentam um bom preparo para lidar com os possíveis obstáculos que podem surgir pelo caminho. Por isso cresce muito o número de estabelecimentos que fecham suas portas no decorrer de uma crise econômica, por exemplo.


Capital Inicial

Sendo assim, a primeira etapa deve ser a definição do capital inicial. Leve em consideração todos os gastos e todas as despesas com as quais você terá que arcar para fazer a abertura do negócio.

Ou seja, estruture todos os bens que você precisará adquirir e, assim, calcule qual é o investimento inicial.

Aliás, é muito importante tentar não realizar nenhum empréstimo muito alto. Uma vez que a lucratividade nos primeiros meses não é muito alta, existe a grande possibilidade de ser cobrado juros. Na verdade, ter problemas com o orçamento bancário é algo que não gostamos nem de pensar, não é?

Portanto, uma boa forma de evitar esses probleminhas que podem se tornar grandes dores de cabeça futuramente, é manter um capital de giro para os gastos dos meses iniciais.

Além disso, manter uma boa reserva mesmo nos meses de faturamento alto, é fundamental para se prevenir em momentos de turbulências.

Por isso, atente-se sempre em fazer um bom acompanhamento. Desse modo, é possível estabelecer, também a margem de lucro.

Fluxo de Caixa e Payback

Assim como é importante acompanhar o capital de giro, também é fundamental ter o controle do fluxo de caixa. Saber o que entra e quanto está saindo possibilita encontrar o ponto de equilíbrio do negócio.

Também, com um bom planejamento financeiro, é possível calcular o payback. A partir do investimento inicial e do fluxo de caixa, você consegue saber qual será o tempo que sua empresa levará para “se pagar”. Isto é, em quanto tempo seu rendimento será igual ao valor investido na abertura do negócio.

Dessa forma, é possível exercer uma melhor administração e gerenciamento, garantindo uma vida financeira saudável da empresa.

Ferramentas que poderão te auxiliar neste processo

Já se sente preparado para finalmente colocar em prática tudo aquilo que você vem estruturando há anos e de fato abrir sua empresa? Então vou apresentar algumas ferramentas que podem te ajudar nesse processo!

Canvas

Uma das ferramentas mais utilizadas para a construção do modelo de negócios é o Canvas. Ela apresenta variados tipos, como Canvas proposta de valor e Lean Canvas.

O Lean Canvas é mais indicado para validação de ideias de um novo negócio. Com ela, é possível obter um modelo para impressão e um passo a passo para auxiliar no preenchimento da mesma.

Sendo assim, a vantagem no uso dessas ferramentas é a agilidade com que a equipe consegue construir novos modelos. Ainda, isso é feito de forma muito visual, facilitando para a equipe destrinchar a ideia.

Matriz CSD

Aliás, uma boa dica de ferramenta para ser usada em conjunto ao Canvas é a matriz CSD. Ela é muito indicada para início de projetos e consiste em quais são as Certezas, Suposições e Dúvidas a respeito do mesmo.

Ou seja, ela centraliza todas as questões que terão que ser validadas com seu público junto com o modelo de negócios. Assim, colabora com a análise de mercado que deve ser feita posteriormente.

Análise de SWOT

Além dessas já citadas, outra ferramenta muito promissora é a análise de SWOT. Sua sigla consiste nas forças (strengths), fraquezas(weaknesses), oportunidades (opportunities) e ameaças (threats).  Ou seja, proporciona o levantamento dos pontos fortes e fracos da ideia e traz as ameaças do mercado.

Basicamente, consiste em uma ferramenta de planejamento, de forma a avaliar os cenários, garantindo sucesso nas tomadas de decisão.

Dessa forma, o SWOT proporciona uma visão geral da situação, proporcionando insights, priorização de ações e oportunidade de inovações. Por isso, para quem é passageiro de primeira viagem no mundo do próprio negócio, essa é a ferramenta ideal para te guiar!

Disponibilizamos uma planilha gratuita para você fazer a análise de SWOT da sua empresa! Basta clicar aqui para baixá-la!

Conclusão

Por fim, com uma estruturação alinhada você consegue tirar todas as suas ideias do papel e conquistar muito sucesso ao abrir uma empresa! Com as dicas e ferramentas apresentadas acima é possível ter um direcionamento dos passos essenciais para abrir as portas do seu empreendimento com bastante segurança.

Sendo assim, se você já entendeu qual a melhor versão de ideia para seu negócio e tem consciência das necessidades e benefícios que entrega ao cliente, o plano de negócios vai te ajudar ainda mais! Ele trará um panorama completo em três aspectos: operacional, financeiro e marketing.

Tudo isso está muito mais próximo do que você imagina! Aqui mesmo na Dinâmica Consultoria, oferecemos um serviço completo de Plano de Negócios. Ele divide-se no plano operacional e no plano financeiro.

Na parte operacional são entregues ao cliente uma padronização dos processos, descrição dos cargos e instruções de atividades.

Já na parte financeira, é realizada uma gestão do fluxo de caixa e de controle de gastos, além de projeção de custos para fazer o dinheiro ganho crescer cada vez mais.

Por isso, não deixe de checar nosso serviço aqui! Também, não se esqueça de baixar nosso e-book completo e gratuito sobre plano de negócios clicando aqui!

Caso queira saber mais, entre em contato conosco para definirmos os pontos inovadores juntos! Lembre-se sempre que atingir o sucesso ou não só depende de você.

65 / 106

Deixe uma resposta

Required fields are marked