Análise de Viabilidade

Você já se interessou em abrir um novo negócio? Ou então poder expandir sua marca e, finalmente, tirar suas ideias do papel e colocá-las em prática?

Se sim, você provavelmente também já apresentou algumas dúvidas e inseguranças a respeito da aceitação do mercado, não é mesmo? Primeiramente, saiba que isso é completamente normal de se passar na mente daqueles que desejam dar início ao empreendedorismo.

Afinal, começar um novo negócio representa fortes riscos e para evitá-los é essencial realizar um bom planejamento. Além disso, um dos pontos que não podem faltar antes de abrir as portas do seu novo negócio ou expandir sua marca é a análise de viabilidade.

Portanto, se você deseja saber como realizar a análise de viabilidade forma correta, e assim saber se terá adesão do mercado e também, como calcular seu payback, entre outros indicadores financeiros, continue acompanhando o post!

Mas afinal, o que é análise de viabilidade?

Basicamente, a análise de viabilidade consiste em um estudo feito antes de dar início a nova ideia. Seu objetivo é avaliar a viabilidade da mesma, ou seja, se realmente terá aceitação do mercado.

Sendo assim, através dessa análise, também é feito um estudo a respeito da situação do mercado. Desse modo, é possível realizar tomadas de decisão que sejam mais assertivas para a ideia.

A análise de viabilidade divide-se em duas frentes: financeira e econômica.

Viabilidade Financeira

Representa a visão vertical do negócio. É através da frente financeira que são calculados o ROI (retorno sobre investimento), o capital de giro e consequentemente, a capacidade que a empresa possuirá de gerar lucro.

Além disso, a análise de viabilidade financeira leva em consideração todos os possíveis custos fixos e variáveis que o negócio terá. A partir disso, é possível calcular qual será o investimento necessário para dar vida ao empreendimento, ou seja, qual será o capital inicial.

Viabilidade Econômica

Já a viabilidade econômica representa a visão horizontal do negócio. O objetivo dessa frente é analisar o conjunto de caminhos e diferentes opções envolvidas dentro do negócio.

Para que isso seja possível, a viabilidade econômica deve ser feita após a financeira. Desse modo, essas opções são comparadas para que se possa saber qual é a mais viável, ou seja, qual apresenta maiores chances de trazer o resultado positivo esperado.

Qual a importância da análise de viabilidade?

Vimos, então, que fazer um bom estudo do mercado antes de se iniciar o novo negócio é essencial. E, se caso você ainda esteja se perguntado por que realizá-la, trarei aqui alguns aspectos que representam sua real importância.

Realizando a análise, é possível identificar os possíveis problemas e ameaças antes de abrir o empreendimento ou dar início ao novo ramo da empresa.

Ou seja, antes de investir tempo, capital e esforço em algo que não trará o retorno necessário, evitando o prejuízo. Desse modo, é possível priorizar quais projetos realmente valem a pena serem colocados em prática.

Além disso, com a análise de viabilidade é possível saber qual será seu capital inicial necessário, qual será sua rentabilidade e o tempo em que você terá o retorno. Tudo isso garante a entrada no mercado com sucesso, facilitando as tomadas de decisão.

Como aplicar a análise de viabilidade?

Agora que você já entendeu o que é a análise de viabilidade e reconhece sua importância e o motivo de aplicá-la, chegou a hora de conhecer como colocá-la em prática!

Pesquisa de Mercado

Primeiramente, o ideal é que se faça uma pesquisa de mercado, para realmente conhecer a área em que a ideia estará inserida. Com ela, é possível conhecer as dores que a concorrência oferece, podendo pensar em um diferencial para a sua marca, de modo a atrair mais clientes.

Também, é possível analisar a aceitação do público-alvo, fator primordial para entender se a ideia terá sucesso ou não. Ou seja, analisar a demanda ou a falta da mesma.

Além disso, com a pesquisa de mercado também é possível identificar sua persona. Possuímos um conteúdo sobre o tema que te ajudará a construir a sua! Clique aqui para acessá-lo.

Também oferecemos um serviço sobre potencial de mercado! Caso queira saber mais, clique aqui!

Sendo assim, a partir da pesquisa de mercado é possível analisar a aceitação do mesmo, e com isso, obter uma projeção das vendas. Assim, torna-se possível realizar a projeção do fluxo de caixa.

Projeção do Fluxo de Caixa

Tendo conhecimento a respeito do mercado, é possível, então, realizar a projeção do fluxo de caixa. Sendo assim, podemos ter uma estimativa dos investimentos necessários, além dos custos e despesas que existirão considerando um intervalo de tempo.

Vale lembrar aqui, que conforme sua empresa crescer, os gastos também vão aumentar, e por isso, é importante considerá-los na projeção.

Desse modo, existem alguns tipos de cálculos que devem ser feitos considerando cada tipo de cenário: cenário positivo (otimista), cenário neutro (realista) e cenário negativo (pessimista).

Sendo assim, é possível se preparar para as piores situações sem surpresas e sem muitos problemas. E, para isso, é importante conhecer todos os gastos envolvidos e como eles funcionam e oscilam.

Análise de Indicadores

Existem alguns indicadores que devem ser analisados para verificar a real viabilidade da ideia, indicando se obterá sucesso ou fracasso. Com eles, é possível analisar o retorno, o tempo para recuperar o investimento feito e a expectativa de lucro.

Citarei aqui alguns indicadores que você pode utilizar no seu negócio.

Payback

Basicamente, o payback consiste no termo para representar o tempo que se levará para que o investimento se pague. Ocorre quando o caixa acumulado está acima de zero.

Por exemplo: Suponhamos que você realizou um investimento de 8 mil reais para a abertura de seu negócio. Assim, seu payback será de 8 meses.

Valor Presente Líquido (VPL)

Representa o fluxo de caixa previsto. Além disso, ele também considera o fato de que um valor possui poder de compra diferente. Sendo assim, a partir do VPL, mede-se o real valor de investimentos futuros.

Taxa Mínima de Atividade (TMA)

Indica qual deve ser a rentabilidade mínima para que o negócio seja atrativo. Também indica qual o mínimo esperado que se receba. Além disso, a TMA também pode indicar os possíveis riscos e ameaças presentes em cada ramo do mercado.

Taxa Interna de Retorno (TIR)

Essa taxa indica a rentabilidade do negócio ou do projeto. Assim, ela se baseia em projeções futuras. Vale ressaltar que para uma análise otimista e positiva, a TIR deve ser maior que a TMA citada acima.

ROI em conjunto com a análise de viabilidade

Além dos indicadores citados acima, outra ferramenta que pode ser utilizada com a finalidade de medir a viabilidade do negócio é o ROI.

Mas primeiramente, vamos definir o que exatamente é ROI. Consiste na sigla para “Retorno sobre Investimento”. Basicamente, ele visa mostrar quanto foi perdido e quanto foi ganho.

Para isso, ele possui a seguinte forma para ser calculado: basta subtrair a receita total dos custos, e dividir esse resultado pelos custos também.

Sendo assim, é possível analisar se os investimentos realmente estão sendo eficientes. Desse modo, metas podem ser traçadas de acordo com resultados que sejam possíveis de serem alcançados.

Com isso, torna-se mais fácil entender se realmente compensa investir em alguma ideia. Portanto, não deixe de utilizá-lo como ferramenta para seu planejamento.

Conclusão

Por fim, vimos que antes de investir esforços tanto financeiros quanto operacionais em um novo negócio, é preciso analisar a viabilidade do projeto em questão.

Afinal, ninguém deseja colocar suas ideias no papel, e um tempo depois, se deparar com um prejuízo. Para realizar esse estudo sobre a viabilidade, existem alguns indicadores que devem ser levados em consideração para que se consiga analisar payback, rentabilidade, entre outros.

Então, para saber se sua ideia realmente terá adesão do mercado e caminhará positivamente, é essencial fazer um bom planejamento. E nesse sentido, nós da Dinâmica Consultoria podemos te ajudar!

Oferecemos um serviço de Análise de Viabilidade, onde calculamos a projeção de custos e estimativa de vendas. Assim, você terá mais segurança em abrir seu negócio e evita os riscos de prejuízo, realizando os investimentos assertivos.

Portanto, caso queira saber mais, clique aqui para acessá-lo! Fale com um de nossos especialistas e valide suas ideias conosco!