Métodos de Previsão de Demanda – Características e Aplicabilidades

O planejamento estratégico e a tomada de decisão são processos complexos que tiram as noites de sono de muitos gestores. Agora imagine tomar decisões baseados em variáveis que não se podem controlar, como a demanda por exemplo. Justamente por isso, os métodos de previsão de demanda vieram para reduzir os riscos e incertezas e tornar a programação e planejamento da produção mais assertivo.

Existem métodos de previsão de demanda qualitativos e quantitativos, nesse artigo serão abordados apenas os métodos quantitativos, que são baseados em dados e modelos estatísticos. Existem uma infinidade de métodos e novos modelos estão em desenvolvimento, os métodos aqui abordados serão: Método da Média Móvel, Método de Holt-Winters e o Método da Regressão Linear Simples.

O Método da média móvel, é um dos modelos mais simples e utilizados por empresas no geral, devido ao fato de utilizar poucos dados históricos para a sua confecção. O cálculo da previsão por este método é a média aritmética de n valores de demandas passadas reais, o valor de n deve ser determinado de modo a tentar eliminar o máximo possível da influência da sazonalidade.

A principal desvantagem do Método da média móvel é sua falta de precisão para lidar com previsões que apresentam sazonalidade de mercado, porém, uma alternativa é o Método da média móvel centrada, onde é utilizada a média ponderada no lugar da média aritmética. Na média ponderada são atribuídos pesos para cada demanda passada, tornando o método sensível a sazonalidade. Entretanto, a escolha dos pesos é um processo que demanda conhecimento técnico e prático, uma vez que uma escolha errada pode tornar o método pouco assertivo.

Temos também o Método de Holt-Winters, que utiliza a média móvel do método anterior, porém, transformando essa média de simples para exponencial, garantindo uma melhor representação da sazonalidade e das tendências de mercado. O método oferece duas formas distintas: a multiplicativo e a aditivo. A forma multiplicativa é indicada quando a sazonalidade varia conforme a demanda, já a forma aditiva é utilizada onde a sazonalidade não varia e independe do nível da demanda. O Método de Holt-Winters apresenta uma alta assertividade quando alimentado com uma grande quantidade de dados, além de ser um método que permite adaptar a sazonalidade ao longo do tempo.

O Método da regressão linear simples, por sua vez, também é um dos modelos mais conhecidos e utilizados devido a sua simplicidade e fácil aplicabilidade. O método é baseado na equação da reta y = a + bx, onde y refere-se a demanda do produto e x refere-se a previsão dessa demanda, ou seja, busca-se obter a demanda do produto com base em uma previsão de modo que os coeficientes “a” e “b” sejam os menores possíveis, afim de tornar a previsão o mais próximo possível da demanda real. Porém, nem sempre os coeficientes “a” e “b” serão pequenos suficientes e poderão afetar a precisão do método.

A previsão de demanda é vital para evitar problemas de excesso e falta de estoque, desperdícios de matéria prima e capacidade ociosa, porém, realizá-la de maneira eficiente pode ser um processo complexo que demande muito tempo e esforço. Visando isso, a Dinâmica Consultoria realiza projetos de Previsão de Demanda, analisando o melhor método e adaptando para a realidade de cada empresa, tornando o modelo o mais assertivo possível auxiliando a empresa no planejamento estratégico e na tomada de decisão de empresa.

Autor: Adilson Bissochi Junior



Deixe uma resposta

Abrir Chat
1
_
Entre em contato conosco e retornaremos o mais breve possível!

Start